Jogos Barbie

Jogos de vestir a Barbie, historia da Barbie, jogos de meninas, jogo para meninas | Dezembro 23, 2009

Jogos de vestir a Barbie, meninas jogos da barbie gratis, entre já aqui!

A história da Barbie
A barbie foi criada por Ruth Handler e o seu marido Eliot em 1959. A ideia foi de Ruth ao ver sua filha brincando com bonecas de papel que trocavam de roupa. Ruth então teve a ideia de criar uma boneca que iria permitir o mesmo, ou seja, trocasse de roupa.

[editar] Lançamento
 
A Barbie de 1959Encomendada ao designer Jack Ryan, em 1958, a boneca foi lançada oficialmente na Feira Anual de Brinquedos de Nova York, a 9 de Março de 1959. Ruth e Eliot Handler eram donos da empresa de brinquedos Mattel, onde a Barbie foi fabricada. A boneca foi vendida a 3 dólares, nos primeiros exemplares, que teve 340.000 bonecas.

Logo após o seu sucesso de vendas foram criadas outros modelos de Barbies e logo a boneca também ganhou uma família: em 1961 chega seu namorado Ken.

[editar] Ken
Ken também sempre acompanhou a moda da época, e variava o corte do cabelo de acordo com o último estilo. E vivia no mundo da moda.

[editar] Anos 60
A Barbie também foi a primeira boneca a ser maquiada e a receber acessórios.

Continuou a sua trajetória em 1960, lançou novos modelos agora ainda mais inspirados na moda contemporânea.

Os anos 60 corriam e a Barbie era a típica garota estadunidense, com seu twin-set de lã e faixas no cabelo e perucas que vinham em três cores: loura, castanha e ruiva.

[editar] Evolução na década
Em 1962, se vestiu de Jacqueline Oliveira, exemplo de elegância e bom gosto, com o famoso tailleur cor-de-rosa.
Em 1965, ela ganhou pernas flexíveis.
Em 1968, seu rosto ganhou um aspecto ainda mais jovem, com longos cílios e olhos azuis. Fechando a década, roupas floridas, estampas psicodélicas, grandes óculos e uma nova amiga, a primeira boneca negra, Christie 1969. Também começaram a ser criadas as Barbies de Lingeries.
Hoje, a boneca Barbie continua inovando-se a cada dia e fazendo sucesso entre todas as idades.

[editar] Anos 70
Durante os anos 70, foi criada mais uma “amiga” da Barbie, Stacy. E a Barbie inspirada pela juventude e moda da época, adotou um visual hippie.

Foi criado também o estilo Malibu em 1971, de cabelos louros e claros e a pele bronzeada. Ken também ganhou uma versão John Travolta, inspirada na onda Disco e no filme “Embalos de Sábado à Noite”.

O casal encarnou várias celebridades da época, a bordo de seu novo carro, um modelo rosa-choque esportivo.

Em 1972, ela ganhou um trailer, passaporte para uma vida mais próxima à natureza, com suas saias de retalhos e vestidos românticos estilo Laura Ashley.

[editar] Anos 80
Os anos 80 foram marcados pelo glamour e mistura de proporções das roupas. Barbie apareceu em versão do seriado Dallas com muito glitter e lábios vermelhos.

As roupas foram marcadas por transparências e mangas bufantes. A maquiagem tornou-se mais obrigatória ainda e a Barbie se tornou muito mais glamourosa. Foi nesse período que iniciou-se a produção de bonecas para colecionadores.

Em 1980, teve início a coleção étnica, com Barbies vestidas de roupas típicas de vários países. Exemplos: México, Chile, Jamaica,Brasil, Inglaterra, Holanda, França, Itália, Japão e Nigéria. Ela se veste também como pessoas famosas.

[editar] Anos 90
Barbie em 1990 chegou dirigindo uma Ferrari, se divertindo, cantando e dançando. Seus cabelos estavam mais compridos que nunca e suas roupas cada vez mais sofisticadas.

Em 1992, sempre politicamente correta, ela se candidatou à presidência dos Estados Unidos.

Em 1996, ela ganhou uma amiga paraplégica, Becky, que vinha com uma cadeira de rodas.Ken ganhou uma versão Brad Pitt em 1999.

No mesmo ano, foram lançadas Barbies com rostos de modelos famosas como Naomi Campbell. Para comemorar os 40 anos da Barbie foi lançada uma nova e exclusiva boneca.

[editar] Anos 2000
Sempre acompanhando os momentos sociais, ela chega ao ano 2000 mostrando que é uma mulher moderna, que trabalha e possui acessórios como telefone celular e computador.

Em 2003, a Mattel lançou uma linha paralela da Barbie, a My Scene. A boneca ganhou uma cara mais jovem e moderna, tudo para conquistar as meninas que preferiam bonecas mais ousadas, como as Bratz.

A partir de 2006, a Barbie vem ganhando uma nova cara, mais adolescente, que adora esportes e moda (claro). Em 2007, a Mattel lançou a nova geração da Barbie,que mistura a boneca com o iPod. Sem falar que antes mesmo de 2001 já havia sido criado o boneco Max Steel que sempre combia o estilo luta e esportes com seus monstros que ele sempre derrota.

[editar] == Influências
A influência da Barbie nos dias de hoje é visível e sem dúvida marcante. Sempre existem comparações e citações da boneca mais vendida do mundo o tempo todo, costuma-se chamar alguém de Barbie por estar vestida de rosa, ou por ser loira. Isso prova que a Barbie valorizou uma linha de preocupação com a estética, beleza e ajudou a criar um padrão de beleza. A moda da boneca influencia a sociedade, pois ela sempre procura simbolizar uma garota bonita, inteligente, amiga, companheira, meiga e politicamente correta.

A Barbie marcou gerações inteiras e continua até hoje, devido a personalidade que lhe foi associada e o padrão de beleza que simboliza. Não é raro muitas meninas e adolescentes quererem se parecer com a Barbie.

A Barbie influenciou uma nova conduta em mulheres e crianças e criou uma nova identidade social que é perceptível em crianças, adolescentes e mulheres do mundo todo, mesmo sendo uma boneca originalmente estadunidense.

CONTROVÉRSIAS A popularidade da Barbie garante que o seu efeito nas brincadeiras das crianças ocidentais atrai um alto grau de vigilância. As críticas que provoca são frequentemente baseadas na convicção de que as crianças consideram a Barbie um modelo e tentarão copiá-la.

Em Setembro de 2003, a Arábia Saudita proibiu a venda das bonecas Barbie por considerar que não se coadunam com os ideais do Islão[9]. Nos países do Médio Oriente existe uma boneca alternativa chamada Fulla, semelhante à Barbie, mas desenhada para ser mais aceitável no mercado islâmico. A Fulla não é produzida pela Mattel e a Barbie ainda está à venda noutros países do Médio Oriente, incluindo o Egipto[10]. No Irão encontram-se à venda as bonecas Sara e Dara, em alternativa à Barbie [11]. A palavra Barbie acabou por se tornar um termo de calão pejorativo, para uma rapariga ou mulher considerada fútil, tal como na canção pop “Barbie Girl”. Em Julho de 1992, a Mattel lançou uma Barbie falante com várias frases do género: “Will we ever have enough clothes?/Teremos alguma vez roupas suficientes?”, “I love shopping!/Adoro compras!” ou “Wanna have a pizza party?/Fazemos uma festa de pizzas?”. Cada boneca estava programada para dizer quatro de 270 frases possíveis, de modo a que dificilmente duas bonecas tivessem frases iguais. Uma dessas 270 frases era: “Math class is tough!/As aulas de Matemática são difíceis!”. embora apenas 1,5 % de todas as bonecas vendidas dissesse a frase, provocou críticas da Associação Americana de Mulheres Universitárias. Em Outubro de 1992, a Mattel anunciou que a boneca ia deixar de dizer a frase e trocaria todas as bonecas vendidas que a dissessem[12]. Uma das críticas mais frequentes à Barbie é que a boneca promove uma imagem corporal irrealista para uma jovem, com o risco de que algumas raparigas tentem imitá-la, tornando-se anoréticas. Em 1997, o corpo da boneca foi redesenhado de modo a ficar com um pouco mais de cintura, dizendo a Mattel que isto faria a boneca ficar melhor com os designs de moda contemporâneos[13]. A boneca Francie apareceu pela primeira vez em 1967, e é muitas vezes descrita como a primeira boneca afro-americana da série Barbie. No entanto, a boneca foi feita usando os moldes da cabeça da Francie Branca, e não tinha as características faciais das pessoas negras. A primeira boneca afro-americana da série Barbie foi na verdade Christie, que surgiu em 1968[14][15] A Barbie Negra e a Barbie Hispânica foram ambas lançadas em 1980. Em 1997 a Mattel aliou-se à Nabisco, a empresa das famosas bolachas Oreo, para lançar uma promoção cruzada entre os dois produtos. A boneca era vendida como alguém com quem as crianças poderiam partilhar as “bolachas preferidas da América”. Tal como se tinha tornado costume, a Mattel produziu uma boneca branca e uma boneca negra. Os críticos comentaram que para a comunidade afro-americana “Oreo” é um termo pejorativo, que significa que a pessoa é “negra por fora e branca por dentro”, tal como a bolacha. A boneca teve pouco sucesso e a Mattel recolheu-a, tornando-se depois um dos artigos perseguidos pelos coleccionadores[16]. Em Maio de 1997, a Mattel lançou a boneca Becky, numa cadeira de rodas cor-de-rosa. Kjersti Johnson, uma rapariga de 17 anos, estudante em Tacmo, Washington, e que sofria de paralisia cerebral, comentou que a nova boneca não cabia no elevador da casa de sonho da Barbie. A Mattel anunciou que a casa ia ser redesenhada para obviar o problema[17][18] Em Março de 2000 surgiram histórias na imprensa afirmando que o vinil usado nas bonecas mais antigas poderia libertar químicos tóxicos, pondo em perigo as crianças que brincassem com elas. A acusação foi recusada como falsa por peritos. Uma Barbie moderna tem o corpo feito de plástico ABS e a cabeça feita em PVC macio[19][20] Em Novembro de 2005, o Dr. Agnes Nairn, da Universidade de Bath, em Inglaterra, publicou uma pesquisa sugerindo que as raparigas passam frequentemente por uma fase em que odeiam a Barbie e a submetem a uma série de castigos, incluindo decapitações e colocar a boneca no forno de microondas. Segundo o Dr. Nairn, “Pensa-se que o repúdio da Barbie é um rito de passagem e de rejeição do passado”EBA ==

[editar] Curiosidades
O nome Barbie foi dado em homenagem à filha do casal que se chama Barbara e seu apelido era Barbie.O nome completo dela é Barbara Millicent Roberts.
A idéia de uma boneca com feição adulta, segundo Ruth, era inspirado no fato de que quando criança, você sempre quer crescer e se tornar uma mulher adulta.
Barbie tem seis irmãos: Skipper (1964), Tutti (1966), Todd (1966), Stacie (1992), Kelly (1995) e Krissy (1999).
Em seu lançamento, em 1959, ela vestia uma roupa bem simples – um maiô listrado branco e preto.
Ken surgiu em 1961, dois anos depois dela.
As primeiras Barbies negras e hispânicas foram lançadas em 1980.
Em 2002, a Barbie deixou sua marca na calçada da Fama, em Hollywood, ao lado das celebridades como Marilyn Monroe e Charles Chaplin.
Em Julho de 2007, a Mattel lança a nova geração de BARBIE, que é uma mistura de boneca virtual com tocador de MP3.
A cada segundo, duas bonecas Barbie são vendidas em algum lugar do mundo.
Ela é vendida em mais de 150 países.
As primeiras bonecas custavam 3 dólares; hoje uma Barbie pode custar 10 mil dólares.
Na lista de estilistas que já fizeram modelos sob medida para ela estão Christian Dior, Givenchi e até brasileiros como Walter Rodrigues e Lino Villaventura.
A boneca é fabricada na China, e também na Indonésia.
Barbie faz aniversário no dia 9 de março.
Em 9 de março de 2009 Barbie completou 50 anos.
Em 14 de fevereiro de 2009, Barbie esteve nas passarelas de New York, na Fashion Week (Semana de Moda) NY.
- A primeira Barbie chamava-se Barbara Milicent Roberts, o nome da filha da sua criadora.

- O Ken, amigo da Barbie, surgiu em 1961. Começou por ser loiro, mas depois ficou moreno.

- A Barbie tem 4 irmãs: Skipper (1964), Stacie (1992), Kelly (1995) e Krissy (1995).

- O primeiro animal de estimação da Barbie foi um cavalo chamado Dancer.

- A boneca Barbie que mais vendeu até hoje foi a que tinha o cabelo até aos pés, lançada em 1992.

- A Barbie já foi vestida por mais de 70 estilistas famosos.

- Já teve mais de 108 profissões e já representou cerca de 50 nacionalidades.

- Se pesquisar por Barbie no Google, aparecem cerca de 74.5 milhões de resultados.

- Para criar um fato para a Barbie assim como todo o seu “look”, são precisas 100 pessoas.

- A Barbie já teve cerca de 50 animais de estimação, incluíndo cães, gatos, cavalos, um chimpazé, um panda…

Desde meados dos anos 80, começaram a aparecer alguns modelos limitados da Barbie, verdadeiras relíquias para colecionadores. São Barbies de várias épocas, reproduzidas com riqueza de detalhes. São modelos que, de alguma forma, prestam uma homenagem, lembrando alguém ou alguma época, como a Barbie patriota, de roupa militar da revolução americana do século 18. Fazem parte desse universo também as Barbies de fantasia, vestidas de fada, pássaro ou anjo, assim como as carreiras, de bailarina [que teve várias versões, em 61, 76, 91, 73 e 98], cantora, pianista, médica, professora, policia, piloto e astronauta, entre outras.

Em 1980, teve início a coleção étnica, com modelos vestidas de roupas típicas de vários países, como México, Chile, Jamaica, Brasil, Inglaterra, Holanda, França, Itália, Japão e Nigéria.

A partir dos 90, foi criada uma colecção de alta-costura pelos designers da Mattel, inspirados em grandes costureiros, como Givenchy. Aliás, muitos estilistas famosos vestiram a boneca em várias ocasiões, como Christian Dior, Chanel, Donna Karan, Giorgio Armani, John Galliano, entre muitos outros, e também marcas como a Gucci ou a Levis.

Versões românticas e clássicos do cinema, teatro e TV também vestiram Barbie e Ken, como Romeu e Julieta, O Magico de Oz e Star Trek, tal como algumas divas, como Marilyn Monroe, Andrey Hepburn, Elizabeth Taylor e Vivien Leigh, que tiveram Barbies vestidas à imagem das suas personagens mais famosas.

[editar] Filmes
A Barbie já lançou e irá lançar vários filmes. Todos eles são educativos e mostram lições de vida:

- Barbie em O Quebra Nozes – 2001
- Barbie como Rapunzel – 2002
- Barbie em O Lago dos Cisnes – 2003
- Barbie em A Princesa e a Plebéia – 2004
- Barbie Fairytopia – 2005
- Barbie em A Magia de Aladus – 2005
- Barbie Fairytopia Mermaidia – 2006
- O Diário da Barbie – 2006
- Barbie em As 12 Princesas Bailarinas – 2006
- Barbie Fairytopia A Magia do Arco-Íris – 2007
- Barbie em A Princesa da Ilha – 2007
- Barbie Butterfly – 2008
- Barbie e o Castelo de Diamante – 2008
- Barbie A Canção de Natal – 2008
- Barbie em A Pequena Polegar – 2009
- Barbie em As Três Mosqueteiras – 2009
- Barbie em Vida de Sereia – 2010
[editar] Bibliografia
Lord, M.G., Forever Barbie: The Unauthorized Biography of a Real Doll. Paperback ISBN 0-8027-7694-9.
Rogers, Mary F., “Barbie Culture”. Paperback ISBN 0-7619-5888-6.
Knaak, Silke, “German Fashion Dolls of the 50&60″. Paperback http://www.barbies.de.
Beckham, Victoria (Foreword), John, Elton (Foreword), The Art of Barbie. Paperback ISBN 0-9537479-2-1
Essays, Guys’n’dolls: Art, Science, Fashion & Relationships. Paperback ISBN 0-948723-57-2

About these ads

Deixe um comentário »

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

About author

Jogos da Barbie, Vestir a Barbie, Casa da Barbie. Jogos de Meninas Online Grátis!

Procurar

Navegação

Categorias:

Links:

Arquivos:

Feeds

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: